sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

31/12/2010 | N° 2700 - Jornal Diáio de Santa Maria 

REPORTAGEM

Chega de bagunça!

A chegada do Ano Novo é o momento ideal para repensar a organização não só da casa, mas também da vida em geral

Cuidado. Elas podem despencar de lá!.’ A brincadeira de Antonio Oliveira dos Santos, 63 anos, sobre a porta do roupeiro onde a mulher, Lenita Rosin dos Santos, 57, guarda suas roupas dá uma ideia de que a artesã sofre com a bagunça no armário. Por mais que arrume as prateleiras, basta tirar as primeiras peças de roupa para que a desordem volte a imperar.

– Enquanto meus filhos eram pequenos, eu mantinha tudo rigorosamente organizado. Depois que eles cresceram, relaxei um pouco. Quando vejo que não dá mais, vou lá e arrumo tudo, mas confesso que gostaria de deixar tudo em ordem definitivamente – diz Lenita.

Saber onde cada objeto, comprovante de pagamento, documento e foto antiga se encontra costuma ser uma dificuldade para muitos. Fazer o dia render o suficiente para conseguir cumprir todos os compromissos, manter as contas em dia e fazer investimentos é um sonho a ser realizado.

Tais problemas têm um denominador comum: a desorganização. O excesso em diversos aspectos da vida leva a dificuldades para manter tudo em equilíbrio. São coisas demais, atividades demais, contas demais. E, por isso, a necessidade de instaurar uma ordem e mantê-la. Quem consegue descobre que é possível ter tempo para todas as tarefas, dinheiro para as contas, lugar para cada artigo importante.

– Há um ditado britânico que diz que uma casa tem ser limpa o suficiente para ser saudável e suja o suficiente para ser feliz. A pessoa não precisa exagerar na dose de organização a ponto de se tornar chata. É preciso encontrar um meio termo – explica a harmonizadora de ambientes e terapeuta floral santa-mariense Andrea dos Santos Leandro.

Andrea chama a atenção para o fato de que aquelas pessoas que deixam as coisas no lugar acabam tendo benefícios para a vida em geral. Limpar uma gaveta, por exemplo, segundo ela, ajuda a abrir espaço para novas coisas e experiências.

– Saber onde está a chave do carro e que não será preciso procurar pela pasta pela casa inteira antes de sair para o trabalho, com certeza, torna o dia a dia de qualquer pessoa muito mais tranquilo – garante Andrea.

Para se organizar, além do esforço e da disciplina, ferramentas como planilhas, agendas, pastas e móveis específicos deixam tudo em seu lugar. Se não for suficiente, serviços especializados em dar o primeiro empurrão prestam consultoria e ajudam a organizar diferentes áreas da vida – desde os produtos na dispensa e os arquivos no computador até o tempo para cada atividade.

Seja na arrumação da casa, na construção da carreira, no planejamento financeiro ou na administração da rotina, é possível ordenar cada aspecto com mudanças mais simples e práticas do que se imagina.

A revista MIX traz uma série de dicas de organização para a sua casa, o seu tempo e as suas finanças. Aproveite para começar o ano novo com uma vida nova, graças à organização!

marilice.daronco@diariosm.com.br
MARILICE DARONCO*|*Com Correio Braziliense
Lar, doce lar
Responda rápido: Não sabe onde está guardada a nota fiscal da televisão nova? Nem a certidão de nascimento do filho? Perde com frequência as chaves do carro? Qualquer “sim” denuncia uma inclinação para a desorganização. E como rezam as consultoras de organização, casa desarrumada é reflexo de uma vida desorganizada. Então, é começando pelas prateleiras da cozinha ou pelo monte de sapatos no fundo do armário que se coloca a vida em ordem. Confira as dicas:
- Comece a arrumação pelo que mais lhe incomoda: a dispensa, o closet, a sapateira ou mesmo uma gaveta
- Não faça tudo ao mesmo tempo porque a chance de você se cansar e acabar deixando tudo mais desarrumado é grande
- Quando limpar o armário, retire dele todas as roupas que quer doar e as que irá descartar de vez e coloque em sacolas. Depois, tire tudo de dentro do roupeiro e faça o segundo pente-fino
- O que não consegue descartar, mas também não usa com frequência, separe em pilhas. Depois, examine essas pilhas e pense qual foi a última vez que usou. Vale a pena guardar ou é melhor doar para alguém?
- Se estiver muito apegado as suas coisas, mesmo aquelas que não usa mais, pense no bem que fará para alguém ao doá-las
- Faça limpeza periódica no roupeiro. Repare se existe mofo ou prateleiras quebradas
- Tente otimizar os espaços: para isso, use sacolas, caixas, potes
- Planeje a distribuição por cores (no caso de roupas), tipos (sapatos, documentação, comida) tamanho e peso (roupas)
- Escolhida a nova distribuição, etiquete a nova função de cada espaço. Assim, as outras pessoas podem colaborar com a organização
- Lembranças como fotos, cartas ou roupas antigas devem ter um espaço só para elas. Escolha uma caixa e limite ali o local das suas lembranças. Se não couber tudo, pratique o desapego
- Preste atenção na validade dos produtos
- No quarto das crianças, use caixas grandes para guardar os brinquedos
Fonte: Order Home, Organize Mania e Andrea dos Santos Leandro               

2 comentários:

  1. Gostei muito do conteúdo do blog, penso que a blogsgeta só tem a ganhar com saites assim. Aproveito para dizer que em meu blog: www.jairclopes.blogspot.com publiquei uma matéria interessante sobre GENTILEZA que gostaria que você lesse e comentasse.

    ResponderExcluir
  2. Olá Jair!

    Obrigada!

    Já conferi teu texto e o teu blog e adorei!!!

    Abraços!

    Andrea

    ResponderExcluir

Grata por sua participação!!!