quarta-feira, 14 de março de 2018

Estações da vida

Fonte da imagem: vídeo Ireland - The Road Not Taken

Estações da vida

A vida é cheia de fases desde o nascimento passamos por vários momentos como a infância, juventude, maturidade e encerramos um ciclo cheio de ciclos. Cada fase tem sua peculiaridade. Todas necessárias para o amadurecimento do ser tanto físico, mental, emocional e espiritual. Precisamos de apoio e segurança nos primeiros passos e no final do ciclo, muitas vezes, também. Um retorno a uma condição de dependência que exige a mesma compaixão, compreensão e desprendimento dos cuidadores.

É comum falar em fazer mais uma primavera quando chega a data do aniversário. É um novo florescer, um novo ano que deve ser comemorado. Nem todos tem o privilégio de ter uma vida longa. E quando tem no mínimo devemos agradecer. A qualidade dessa vida depende muito de como nossa mente e emoções lidam com o dia a dia. Daí vale lembrar aquela máxima: “o mais importante não o que fizeram comigo. Mas o que eu faço com o que fizeram comigo”. Esse para mim é o cerne do livre arbítrio.

Respeitar a si mesmo é uma grande responsabilidade que todo ser humano tem. Observar e constatar que tem seus próprios ciclos. Ao perceber que existem fases da vida e do ano que precisam de recolhimento, outros de expansão tornam a vida bem mais cheia de qualidade. Como se fossem as estações do ano. No verão sair, confraternizar, colocar a pele em contato com o sol e receber toda a sua energia. Depois vem o outono, com seus dias iluminados e começando a ficar frio. Bom momento para longas caminhadas meditativas. No inverno pode ser o momento de recolhimento. Dormir um pouco mais, curtir mais os momentos íntimos. Ler mais, se recolher. Quando chega a primavera está com as energias recarregadas. Momento de planos novos e colocar em prática sua consecução.


Existem momentos que a situação pode ficar difícil. Lembre-se que é uma fase. Respire devagar para sua mente oxigenar e poder pensar em como pode seguir adiante. Lembre-se a vida é cheia de fases. As vezes subimos e as vezes descemos e desse movimento que geramos força para crescer e evoluir. Tenha uma iluminada caminhada cheia de fases produtivas!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços