terça-feira, 24 de julho de 2018

O gostoso do “riddikulus”

Fonte: Cena do Filme Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban


O gostoso do “riddikulus

Para quem é fã da série Harry Potter sabe sobre o feitiço “Riddikulus”. Na história só o riso espanta o bicho papão. A ideia aqui hoje é falar sobre aqueles momentos em casa que gostamos de ficar a vontade. Mas tão a vontade que quem olha de fora diria: - Nossa que ridículo! Mas para um fã do Harry Potter diria que uma bruxa entrou pela janela e fez o feitiço com sua varinha mágica dizendo: Riddikulus! E quando todos riem junto é mais divertido! Concorda?

Quem é que nunca gostou de usar um suéter ou blusão ou outra peça de roupa velha, surrada, mas que é super gostosa e confortável no corpo? Sair de casa nem pensar. Dentro do ambiente protegido do lar não tem impedimentos.

Terão aqueles que gostariam de ficar bem mais à vontade só de cueca ou outra roupa que consideramos: roupa de baixo ou mesmo pijamas. Por que será? Porque são confortáveis e nos deixam a vontade. A não ser que tenha uma visita ou sua casa seja muito exposta. Dentro da privacidade do lar qual o problema? Não fazendo nenhum atentado ao pudor !!!!

Então nas férias, final de semana ou depois de chegar do trabalho, tomar aquele banho regenerador. Use seu “feitiço” de proteção para tornar discreto sua presença em casa e então saque sua varinha e dispare um: - Riddikulus. Com certeza será a artimanha mais deliciosa que terá depois de um dia estressante.

Mesmo a mais vaidosa das mulheres, tudo bem, sem espelhos se não se sente a vontade. Ficar sem maquiagem, sem encher o cabelo de mil cremes e paramentas. Diga não é gostoso? Esquece o mago do espelho e a pergunta fatídica: Espelho, espelho meu. Existe mulher mais bela do que eu? Nesse momento nem Branca de Neve vai se sentir tão bem. Tire os excessos e seja você mesma. Sem maquiagens, cremes e roupas apertadas e sapatos altos. Nada como uma roupa confortável, uma pantufa bem brega para tornar a estadia em casa o momento mais gostoso do dia.

Seu lar é seu refúgio. É um lugar para se sentir bem. Sinta-se a vontade e não dê bola para o que os outros vão pensar. Se sentir bem é o padrão. Quando existe respeito por si e pelos outros a medida é o bem estar. Ria de si mesmo faz um bem enorme.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços