quarta-feira, 4 de maio de 2016

Como falar para seu filho ouvir e como ouvir para seu filho falar (livro)



Como falar para seu filho ouvir e como ouvir para seu filho falar (livro)

O livro: “Como falar para seu filho ouvir e como ouvir para seu filho falar” das autoras Adele Faber e Elaine Mazlish, da editora Summus. Traz uma abordagem respeitosa para lidarmos com nossas crianças. Mostrando que com diálogo e exemplo podemos nos comunicar com as crianças num processo educativo mais eficaz e bem prático. Possui inúmeros exemplos e demonstração em quadrinhos das diversas situações comuns no processo educativo.

É um livro que indico ter de cabeceira para pais e educadores. Nem sempre temos uma boa base para educarmos nossos filhos. É algo que vamos aprendendo, recordando da nossa própria infância e do nosso próprio jeito de ser. Muitas vezes recheado de medos e receios e na tentativa de acertar acabamos complicando tudo e o estresse se instala. Sem paciência e boa vontade os pais se frustram e não sabem mais o que fazer para se aproximar do seu filho.

É bom ter em mente a importância que temos na formação de uma criança. O qual essencial é a forma como é educada e o amor que recebe. Esse livro demonstra de forma prática como podemos lidar com diversas situações e a partir dos exemplos dados ter uma ideia de como lidar, por exemplo:

 - As crianças precisam ter seus sentimentos aceitos e respeitados. Ajude ela esclarecer o que está sentindo. Ex.: Isso parece frustrante.

- Incentivar a colaboração de uma criança: Descreva o que você vê ou o problema. Ex: toalha molhada em cima da cama.

- Em vez de castigar: Expresse vigorosamente seus sentimentos (sem atacar o caráter).

- Incentivar a autonomia da criança: não faça muitas perguntas bem como não se apresse a dar respostas.

- Elogio e auto-estima: Em vez de avaliar, descreva.


O livro tem muito mais sugestões de ações. Acima apenas uma pequena degustação. No próprio livro é dito: “Mudar atitudes é como aprender uma nova linguagem”. Precisamos sair do automático. Tomar consciente de nossas próprias atitudes. Acredito no processo não só nossos filhos saem ganhando. Nós também. O reflexo da mudança será no convívio familiar, social e até no trabalho. Numa espiral positiva de bons exemplos, atitudes e comportamentos. Respeito e amor serão a base de tudo.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata por sua participação!!!