quarta-feira, 1 de junho de 2016

Atenção Plena



Atenção Plena

Ontem assisti uma aula online do meu amigo e professor de vários cursos Allan Lopes sobre Mind Fulness ou em português – Atenção Plena. Um tema importante e que nos ajuda a resolver ou até não criarmos uma série de problemas e estresses na nossa vida.

Uma mente desatenta só nos faz perder coisas, situações e momentos especiais por não estarmos no aqui e agora. Então, queimar o arroz, bater o carro, derrubar um copo, não ouvir o que o filho ou alguém especial está falando se torna um fato constante. Pequenos acontecimentos que vão se somando e gerando o tão desagradável estresse.

Uma vez ouvi de uma psicoterapeuta que: “Alta tensão, baixa a atenção”. E com certeza por passarmos tanto tempo tensos, preocupados pré-ocupando nossa mente com possíveis problemas, com excesso de atividades, com sentimentos de culpa, angustia, raiva, inveja, e toda uma gama de sentimentos ruins a tensão aumenta. O corpo fala e até grita através de doenças o quanto estamos desatentos com a nossa saúde física, mental e emocional.

Calma! Existem caminhos. Exercitar nosso autocontrole é um deles e o caminho para isso são vários, por exemplo:

- Quando estiver fazendo algo, esteja presente. Prestando atenção ao que está fazendo. Se está cozinhando, está cozinhando e não lidando com o jardim. Claro que pode conversar. Mas ficar cozinhando e lidando com redes sociais ao mesmo tempo, já foi comprovado que resulta em arroz queimado.

- Procure fazer uma atividade que foque sua atenção somente nela. Dar uma volta no quarteirão sem música no ouvido. Só andando. Olhando o ambiente e tudo que tem a sua volta. Perceba quanta riqueza de detalhes.

- Uma ferramenta que pode utilizar é a respiração: prestando atenção no ar que entra (pelo nariz) e no ar que sai (pela boca). Devagar, com calma. Com o tempo pode acrescentar visualizar uma luz que entra e uma luz que sai.

- Outra ferramenta é a meditação: seguir as indicações de uma meditação guiada, prestar atenção na respiração. Ficar em silêncio. São vários tipos.

Você não precisa se sobrecarregar no dia a dia. Pode trabalhar em equipe mesmo em casa. Peça cooperação e delegue atividades. Todos podem ajudar.


Quando estou presente, estou consciente. Pode ser muito relaxante e não tenso. Vivendo plenamente aquele momento. Quando usamos os sentidos a percepção do mundo ao redor aumenta. A respiração entra no ritmo da vida e o fluxo segue seu caminho.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços