quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Dia da Infância – 24 de agosto




Dia da Infância – 24 de agosto

Hoje mais um dia que remete a importância da infância. Período muito importante para o desenvolvimento psicoemocional, da motricidade, intelectual, da sementinha de quem seremos no futuro.

As famílias hoje em dia são pequenas. Um filho, dois e olhe lá quem tem 3 filhos ou mais. Para dar uma condição de vida melhor e para a própria realização pessoal. O casal precisa trabalhar fora. E a criança acaba muitas vezes precisando ir para a creche na tenra idade. Eu gosto sempre de olhar os dois lados das situações. Compreender em que fase da vida a pessoa está. Nem sempre sabemos a sua estrada para podermos entender suas decisões. O importante de tudo isso para o desenvolvimento saudável da criança é que ela precisa de muito amor, carinho e o direito de brincar, brincar e brincar.

E o melhor brinquedo de uma criança é brincar com outra criança. Interagir, se entender e desentender, se acertar, voltar a brincar, brincar e brincar. Assim, seu desenvolvimento é muito mais saudável. Desde cedo, tendo uma convivência rica tanto com outras crianças quanto com a família. Mesmo que os pais precisem trabalhar o dia todo. Quando estão juntos precisa ser um momento saudável. Pleno de carinho, diálogo, amor e respeito.

O dia do vizinho, que é uns dias antes, geralmente nessas datas as comunidades fazem confraternizações. É uma ótima oportunidade para conhecer as crianças dos arredores, caso ainda não se conheçam. Poderem combinar jogar bola no campinho perto de casa. Ou uma visita. Num mundo cada vez mais virtual, até as amizades acabam sendo. Mas quem sabe olhar um pouquinho para o lado. Para os vizinhos mesmo, encontre amizades que podem ficar para a vida toda.

Ainda hoje é possível ver a gurizada brincando na rua. Para mim é uma alegria quando vejo. Relembro minha infância quando isso era tão comum. É compreensível hoje em dia a preocupação com segurança e o encolhimento das famílias. O ser humano é muito inteligente e acredito que vamos encontrar um meio termo para que não se perca a riqueza da infância que é brincar, brincar e brincar não só com os eletrônicos, mas com outras crianças, brinquedos e brincadeiras.


Feliz dia da Infância!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços