quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Casa Saudável



Casa saudável

O ideal é que uma casa seja construída e mantida além do conceito de sustentabilidade e ecologia. Que ela seja saudável para refletir na vida de seus moradores saúde e bem estar.

A casa sustentável e ecológica terá vários elementos para poupar a natureza, reaproveitamento de elementos e resíduos que poderiam virar dejetos. Quando bem utilizados podem se integrar a construção. Por exemplo: o reaproveitamento de pneus e garrafas pets. O problema é quando esse material tem toxicidade. E ao reaproveitar um material desses na construção da parede da sua casa, permite que um elemento tóxico seja emanado dentro de casa.

Uma casa saudável procura utilizar elementos não tóxicos, sustentáveis e que respeitem a saúde tanto humano como animal e vegetal. Como um ser vivo precisa respirar e se alimentar bem para sobreviver. Sua casa também precisa dessa atenção. Como se faz isso? De várias formas, entre elas:

- Adquirindo materiais para a casa livre de toxicidade. Isso nem sempre é fácil de detectar. O padrão é quanto mais natural menos toxicidade. Alguns produtos já trazem isso no rótulo ou descrição. Quanto menos COV (compostos orgânicos voláteis) melhor. O ideal é não ter.

- Iluminação quanto mais natural melhor. Evite lâmpadas fluorescentes. Principalmente em locais de grande permanência. Ideal que a intermitência seja zero. O seu olho não percebe, mas seu cérebro sim o rápido piscar da lâmpada o deixando estressado.

- Assim como precisamos respirar a casa também. É preciso que o ar circule. Os ambientes não podem ficar muito fechados. Abra as janelas, ligue ventiladores para circular o ar se necessário. Um pouco a cada dia nem que seja. Umidade, bolor e mofo se instalam em locais que as paredes não respiram, existem infiltrações, o terreno não foi adequadamente preparado ou a casa construída sem precauções quanto a umidade do terreno do local. Sem uma drenagem adequada.

- Plantas no ambientes além de ajudar a absorver elementos químicos, trazem bem estar e vivacidade ao espaço. Ao adquirir plantas tenha o cuidado de verificar os cuidados com a mesma, que tipo de ambiente ela é propicia (interna ou externa a casa) e que não tenha toxicidade. Principalmente se tem crianças e animais na casa.

- As cores e como os ambientes são dimensionados e decorados contribuem para uma psicologia do ambiente saudável para convivência da família e o bem estar de todos que convivem no local. Monocromatismo pode levar ao tédio ou desânimo. As cores quando bem colocadas podem ser vitaminas energéticas levando animo e alegria ao ambiente. E uma arrumação do espaço que estimule o convívio e aos bons hábitos estimulam a amizade, amor e ao bem viver.

- A qualidade da água não pode ser esquecida. Tanto a água de beber quanto cozinhar precisam ter um Ph elevado para ser saudável. Uso racional da mesma. Sem desperdícios.

São muitos itens a serem levados em consideração para um lar saudável. Parâmetros mais detalhados podem ser acessados no site do Selo Casa Saudável. Servem tanto para residências quanto para empresas. Confira, principalmente antes de construir ou reformar – www.selocasasaudavel.com.br 



Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços